Cher, 67, incrivelmente linda e loira na capa do seu último álbum "Close to The Truth" é mais uma artista que boicota os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, na Rússia. 

Segundo a revista canadense "Macleand", a cantora recusou o convite para cantar na abertura dos jogos por causa da forma preconceituosa e discriminatória que o governo russo vem tratando os gays. 

"Eu não posso dar nomes, mas um amigo meu, que é um oligarca poderoso lá, me ligou e me pediu para ser embaixadora dos Jogos Olímpicos e fazer o show de abertura. Eu imediatamente recusei. Quero saber a razão de todo esse ódio contra gays ter explodido por lá. Ele me disse que os russos não pensam da mesma maneira que o governo russo", declarou a cantora.

Mãe do transexual Chaz Bono, 44 [incrivelmente magro após disciplina de treinos], Cher apoiou a orientação sexual, cirurgia e transformação da então filha.

"Quando Chaz me contou pela primeira vez que ela ia fazer isso e o processo teve início, eu estava morrendo de medo. Uma vez eu liguei para Chaz e ele tinha esquecido de mudar a mensagem da secretária eletrônica e eu ouvi a sua voz antiga. Isso me deixou um pouco abalada. Estas são pequenas mudanças que uma mãe nunca esquece. É o último tabu. Houve um tempo em que isso era contra a lei. Graças a Deus nós evoluímos tanto", contou.
Assista ao clipe do single "Woman's World" [ até o momento com mais de 918 mil acessos]


Fonte: UOL Música


Um comentário:

  1. Muitas tentam copiar, em vão, este talento inigualável. Lenda do pop.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.