A quantidade de personagens LGBT e de atores abertamente gays está em alta como nunca antes na história do cinema e da televisão, mas o novo estudo da Screen Actors Guild ("SAG-AFTRA"), em conjunto com o Instituto Williams ("IW"), revela que a homofobia ainda prevalece em Hollywood.

O estudo, chamado Sexual Orientation & Gender Identity Diversity in Entertainment (Orientação Sexual e Identidade de Gênero Diversidade em Entretenimento), entrevistou cerca de seis mil membros do SAG-AFTRA, 85% dos quais identificados como héteros. Os principais resultados são:

* Um terço dos entrevistados considerou a indústria do entretenimento tendenciosa a artistas LGBT, 34% dos artistas não-LGBT v. 53% dos artistas LGBT compartilham essa visão;

* Mais da metade dos entrevistados LGBT já ouviu ao menos um diretor ou um colega fazer comentários anti-gays;

* 16% dos entrevistados LGBT relataram que sofreram discriminação. Gays do sexo masculino foram os que mais sofreram; um em cada cinco revelou pelo menos uma experiência. Cerca da metade dos bissexuais cogitou denunciar pelo menos uma discriminação contra atores gays ou lésbicas;

* 9% dos entrevistados gays ou lésbicas disseram que foram rejeitados em um emprego por causa da orientação sexual;

* Apesar de atuarem em papéis semelhantes aos de colegas heterossexuais, artistas LGB ganhavam menos;

* 45% dos entrevistados gays ou lésbicas "acreditam firmemente" que os produtores e executivos dos estúdios consideram artistas LGBT menos 'comerciáveis'; 15% dos entrevistados heterossexuais concordaram;

* 25% dos artistas LGBT informaram sofrer algum tipo de impacto após interpretarem personagens gays;

* 29% dos artistas heterossexuais nunca interpretaram personagens gays ou lésbicas; 58% dos gays, lésbicas e bissexuais, sim;

* 14% dos gays e lébicas e 8% dos bissexuais desempenharam pelo menos um papel transgênero; apenas 3% dos atores não-LGBT desempenharam papeis transgêneros;

* 72% dos atores assumidamente gays ou lésbicas acham que estar fora do armário não impacta em suas carreiras;
"Ficamos satisfeitos por perceber que a nossa sociedade é esmagadoramente favorável a ​​atores LGBT, e que muitos atores foram beneficiados após se assumirem. No entanto, sair do armário continua a ser uma decisão importante com consequências para muitos artistas. Estamos comprometidos em apoiar nossos membros para que vivam suas vidas pessoais e profissionais de maneira honesta e autêntica."
Duncan Crabtree-Ireland, diretor de administração da SAG-AFTRA e Conselheiro Geral.
Estudo completo, clique aqui.
Fonte: Queerty


Um comentário:

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.