"Eu não queria que as pessoas no futuro lessem sobre mim e pensassem: 'É triste que ele tenha se matado porque não conseguiu parar com as drogas'."

Ele lutou contra o vício das drogas e do álcool durante 10 anos e acaba de lançar um livro de memórias em que relata seu calvário.

Em sua autobiografia, o ex-Backstreet Boy, Nick Carter, 33 anos, culpa parcialmente a ex-namorada, Paris Hilton, pelo pior caminho que já seguiu na vida.

No Livro, intitulado "Facing the Music and Living to Talk About It" (Enfrentando a Música e Vivendo para Falar Sobre Isso, em tradução livre), o cantor diz que namorou a socialite de 2003 a 2004 e que o namoro poderia ter terminado em tragédia: "Paris foi uma má-influência. Ela foi a pior pessoa do mundo com a qual eu poderia ter me relacionado. Ela alimentava meus piores impulsos", segundo trecho obtido pelo RadarOnline.


"Ela [Paris Hilton] alimentava meus piores impulsos"

Nick revelou também que, no auge do vício, ele ingeriu ecstasy, cocaína e uma garrafa inteira de vodca numa só noite. Ele lamenta principalmente a ecstasy, pois, segundo acredita, o grande teor de anfetamina da droga foi o responsável pelas crises de depressão que ele sofre hoje em dia.

Nick está sóbrio há cinco anos. Ele decidiu ficar limpo depois que seu estado físico foi muito afetado pelo abuso das substâncias químicas ilícitas. Em 2008, após sentir um desconforto no peito e, ao mesmo tempo, uma fadiga durante uma turnê com sua banda na Europa, ele visitou um cardiologista, na Flórida, que realizou vários exames clínicos.

No dia seguinte, quando recebeu os resultados chocantes, finalmente ele se convenceu de desistir de tudo: "[Eu disse a mim mesmo] Não quero morrer", explicou. "Eu não quero que as pessoas no futuro leiam sobre mim e pensem: "É triste ele ter se matado porque não conseguiu parar com as drogas."'


Nick não é o único membro da família a enfrentar uma batalha contra as drogas e o álcool. Seus irmãos Aaron e Leslie Carter (foto acima) também. Aaron, 25, se submeteu a uma reabilitação para se livrar das substâncias entorpecentes e Leslie faleceu tragicamente janeiro de 2012, aos 25 anos, depois de uma suposta overdose.
Fonte: Daily Mail

Uma curiosidade sobre o Aaron Carter. Segundo o site Wikipedia, não foi somente de uma possível morte por overdose que o cantor se livrou. 

O caçula da família Carter escapou outras 5 vezes de morrer tragicamente. Na primeira quase se afogou numa piscina. A segunda vez quando foi puxado pela areia movediça. Na terceira, ele foi puxado por um tubarão que o arrastou uns 4 metros. Na quarta vez, ele estava dirigindo com um amigo quando um colchão caiu de um caminhão. O carro pegou fogo, mas Aaron e o amigo conseguiram encostar e sair pouco antes da explosão. A última vez aconteceu após uma tentativa frustrante de surf durante as gravações do programa "House of Carters".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.