BBC - Reino Unido

Britânico recém formado se sentiu humilhado quando precisou dançar durante entrevista de emprego para loja de eletrônicos.


Alan Bacon  (foto), de 21 anos, se interessa muito por câmeras fotográficas e trabalhar na loja Currys, em Cardiff, no País de Gales, seria ideal. Ele passou uma semana se preparando para a entrevista, mas ao invés de mostrar suas habilidades técnicas, ele precisou dançar ao som da banda Daft Punk.

A Currys pediu desculpas, e admitiu que pedir aos candidatos para dançar foi um erro, e que isso não fazia parte do processo oficial de recrutamento.
Eu não acreditei. Os candidatos foram informados que seriam divididos em dois grupos, e que cada grupo faria uma dança. Me senti envergonhado e desconfortável. Acabei dançando ao som de 'Around the World', do Daft Punk, fazendo movimentos robóticos, vestido de terno, na frente de um grupo de estranhos. Eu teria ido embora, mas preciso trabalhar.
Lottie Dexter, especialista no assunto e fundadora do grupo 'Million Jobs' (Milhões de Empregos), disse que foi uma das histórias sobre entrevistas mais loucas e escandalosas que eu já ouviu. Seu grupo faz lobby em nome de jovens desempregados, mas por outro lado, ela faz um alerta: "As empresas cada vez mais usam formas "mais inovadoras" para entrevistar os candidatos. Acho que elas encaram isso como uma maneira de tirar as pessoas de sua zona de conforto e perceber como reagem em diferentes situações."

Se você está passando por processos seletivos, não se desespere. Já que a empresa deseja que você saia de sua zona de conforto, então a hora é de pirar mesmo. Siga as instruções:


1) Sorria. Relaxe. Solte-se.


2) Sensualize. Olhe no olhos do entrevistador (transmita confiança).


3) Não é momento para pensar na forma física. Você precisa do emprego. Concentre-se só na dança. 



4) Se ultrapassar as barreiras acima, você dará um show.



5) Mas se achar que não rola mesmo e perderá o emprego de qualquer jeito, não saia  com pinta de derrotado. Se vingue. Peça ajuda de um colega e do próprio entrevistador. Com ele atrás, claro, dance muito na cara dele:




3 comentários:

  1. kkkkk... Junior esse é o segundo post que leio, em todo o tempo que frequento o seu blog, em que vc realmente, "sai da linha"...kkk. Gostei da ultima dica.... dance na cara do entrevistador. BOooaaa!!!
    E... o japonesinho.... sabe, (como diz o Paulo)...lembrei do Lobinho!! kkkk

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  2. adorei! qdo vi o Japinha então ... ai ai ... SAUDADES DE LOBINHO!!! Margot tá certa ... rs

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.