O cientista e escritor esportivo Ross Edgley, 28 anos (ele aparece em vários blogs/sites LGBT exibindo o corpão), deve ter entrar para o Guiness com a experiência que levou seu corpo ao limite. Parecia impossível alguém perder 11,3 kg em apenas 24 horas, mas ele conseguiu.

Como assim, né? Ele explica: "50% a 70% de nosso peso corporal é composto de água. Então, pesando 95 kg significa, teoricamente, que 47,5 kg do meu corpo é o peso da água. Baseado nisso, e com uma dieta livre de carboidratos e sal, bebendo pouquíssima água, várias sessões de sauna, agasalhos para provocar o suor e banhos de sal Epsom, consegui. Mas o que fiz foi muito perigoso, sob condições radicais e sob acompanhamento médico."

As imagens abaixo mostram o efeito da dieta nas medidas corporais do cientista. O antes e o depois.



O motivo que fez Edgley experimentar algo tão agressivo a seu organismo foi, segundo ele, o desejo de destacar como na realidade o peso corporal pode ter muito pouco a ver com gordura corporal. E mais importante: provar que alimentação e auto-estima não devem ser regidas pela balança se você está fazendo dieta.
Ross Edgley em 2009
"Muitas pessoas são escravas de balanças e têm a sua auto-estima governada por elas. Espero agora promover um relacionamento mais saudável entre as pessoas e as balanças, e fazer as pessoas perceberem que o peso pode oscilar em função de muitos fatores, não apenas da gordura."

E como não podia ser diferente, Edgley diz que sua tática de perda de peso deve ser abordada com extrema cautela, pois pode causar sérios problemas de saúde, ou até mesmo ser fatal. Ele alerta: "Cortar muita água pode ser fatal, uma vez que ela é vital para o funcionamento de seus órgãos e até para manter o volume saudável do sangue. Além de eliminar uma grande quantidade de água do corpo, através dos recursos acima citados, usei os seguintes diuréticos naturais: vitamina C, ervas e cafeína."


Veja pontualmente o que foi alterado na rotina do cientista naquelas 24 horas:
  • Embora eu tenha bebido apenas 100ml de água, fui ao banheiro cerca de 20 vezes, devido aos diuréticos. A menos que você saiba o que está fazendo, não são recomendados. Isso pode levar a sérios problemas de saúde.
  • Cortei 100% do sal na comida: sal é conhecido por armazenar e reter a água no corpo.
  • Sal de Epsom: o corpo transpira sob condições de temperaturas muito quentes e úmidas e não há muitas coisas mais quentes ou mais úmidas do que o banho quente. Sal de Epsom é feito de sulfato de magnésio, um tipo que funciona para eliminar toda a umidade do corpo.
  • Sauna: funciona exatamente como o banho de sal de Epsom, ou seja, provoca o suor.
  • Zero carbo: carboidrato leva aos músculos o chamado glicogênio muscular. Glicogênio muscular pesa 18 gramas por quilo de músculo. Então, se você parar com a ingestão de carbo e exercitar seus músculos, estará esgotando os hidratos de carbono do corpo, podendo reduzir drasticamente o peso.
  • Agasalhos: todos os exercícios foram executados usando cinco camadas de roupas e sacos de lixo pretos por todo o corpo para aumentar a quantidade de perda de suor.
  • Proteínas e gorduras: durante o dia inteiro, só comi proteínas, gorduras, multivitamínicos e SuperGreens em pó. Isso porque a proteína e a gordura não se armazenam nos músculos como ocorre com o glicogênio muscular; os SuperGreens e multivitamínicos ajudaram a garantir todos os nutrientes para o meu corpo, enquanto ele sofria de desidratação e exaustão. 


Ele acrescentou: "Devo salientar que, embora tenha perdido quase 12 quilos em 24 horas, absolutamente nada era gordura, mas puro líquido. Imediatamente coloquei tudo de volta no prazo de duas horas após o meu experimento."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.