Incrível esse trabalho do artista Gabriel Dawe. São fios têxteis distribuídos milimetricamente no átrio e varandas de uma casa neoclássica do séc. XIX, situada numa vila histórica na cidade de Como (linda), Itália.

O artista de arte contemporânea expõe o seu trabalho anualmente. A exposição (e a casa), chamada Ágora, está aberta ao público desde outubro. O nome remete à palavra grega que descreve um importante lugar público onde as pessoas vêm para compartilhar idéias. O visitante é convidado a não apenas olhar para a obra, mas para participar ativamente dela. As estruturas presas nas varandas superior e inferior proporcionam ângulos diferentes, em diferentes momentos do dia.



Como explica Dawe: "Quando o sol vem pela manhã, é fantástico. Os feixes de luz que vêm da janela acrescentam uma outra dimensão. Eu sempre gosto quando os raios do sol caem diretamente sobre as camadas de fios porque as enfatizam de maneiras interessantes."

Com a ajuda de dois assistentes, Dawe constrói tudo em cerca de uma semana. Seu maior desafio foi estudar o espaço e trabalhar com as instalações. "Devido à natureza histórica do edifício, eu não podia tocar no teto, paredes ou pisos para instalar as minhas estruturas. Então, recorri aos trilhos, os quais, de certa maneira, limitam a minha capacidade. No final, tudo funcionou muito bem e até excedeu as minhas expectativas."









Um comentário:

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.