FonteS: Daily Mail e Pragmatismo
Redação Identidade G


O supremacista branco lidera uma iniciativa para transformar a cidade do Estado americano de Dakota do Norte em um “enclave branco” não gostou da notícia que recebeu ao vivo no programa de TV.

Craig Cobb, 62 anos, um dos convidados do talk show britânico Trisha Show's, soube ao vivo que ele não é 100% branco como pensava. Um teste de DNA achou 14% de traços da África Subsaariana.

Quando a apresentadora começou a ler o resultado, e falou que Cobb era “86% europeu”, a outra convidada, negra, riu descontroladamente.




Trisha Goddard, a apresentadora, seguiu lendo o resultado do teste. Para espanto do supremacista, ele ouviu ser 14% negro. “Espera um pouco...”, disse ele. Como resposta, recebeu um “Você tem um pouco de negro dentro de você!”.

Trisha então se levantou da cadeira, estendeu a mão fechada para Cobb e disse: “Hey, Brou” -- uma alusão ao cumprimento dos negros norte-americanos. A plateia aplaudiu de pé e a outra convidada voltou a gargalhar.

Se o tal Craig, que é europeu, tem 14% de sangue negro correndo nas veias, o que dirá os neonazistas tupiniquins? As delegacias deveriam realizar esse teste nos caras que, acreditando pertencerem à mais pura raça ariana, saem por aí promovendo discriminação e agredindo homossexuais, negros, judeus, etc.

Assista ao vídeo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.