Encontrei casualmente no Facebook, a matéria "É horrível ser difamado por Bolsonaro", escrita por Débora Lopes para o site Vice Brasil. É uma passagem triste e revoltante na vida profissional de dois educadores com ótimas qualificações curriculares e reputação e mostra o nível de caráter de alguns de nossos representantes no Congresso Nacional.

Os professores Cristiano Lucas Ferreira e Tatiana Lionço publicaram no YouTube um vídeo bem produzido a respeito do episódio. Ele, militante dos direitos humanos e professor universitário. Ela, mãe de duas crianças, doutora em psicologia, professora universitária e ativista, principalmente dos direitos sexuais reprodutivos, e ambos atuantes da Companhia Revolucionária Triângulo Rosa.

Bolsonaro praticou crimes de injúria, calúnia e difamação contra os professores, cujos apelidos originaram o título do vídeo “No Brasil de Cris e Tati – A Luta Pela Liberdade”, produzido pela OCUP (Organização de Comunicação Universitária Popular).

O filme, uma espécie de documentário de apenas 10 minutos, com participação de Jean Wyllys, comprova a lisura e importância de Cristiano e Tatiana na luta do bem-estar social. Ao mesmo tempo, foi a forma encontrada pelos educadores para se defenderem de uma emboscada da qual foram vítimas, planejada meticulosamente pelo deputado federal, conhecido internacionalmente como um dos maiores e mais notórios homofóbicos do planeta. Leia mais em: "Documentário da BBC entrevista Jair Bolsonaro, que afirma: 'O Brasil não gosta de gay".


O documentário é auto-explicativo e só para melhor elucidar, os professores viveram momentos de tortura moral, após tomarem conhecimento do teor de alguns vídeos publicados por Jair Bolsonaro no YouTube, com imagens gravadas pelo próprio, nos quais ele editou falas dos educadores nos instantes em que ambos participavam de congressos, seminários, manifestações e afins.
"Esse ataque não é só a mim, mas à coletividade, à liberdade de pensamento e expressão"
Tatiana Lionço

Os vídeos obtiveram enorme repercussão nas redes sociais, em razão, claro, da (má) fama e do esforço do deputado e de seus correligionários conservadores -- estes talvez dolosamente induzidos pelo autor --, em divulgá-los nas redes sociais. Após o estrago feito, os vídeos foram excluídos do perfil do parlamentar, pelo YouTube, certamente devido às denúncias de usuários. Mas era tarde. Outros usuários, inclusive fakes, já os haviam replicado e eles continuam circulando mundo afora.
   
Mais do que se preocuparem com a contínua repercussão negativa dos vídeos do Bolsonaro, a luta dos professores agora se foca na divulgação deste documentário (abaixo). Eles contam com o apoio de todos, blogueiros, sindicatos, coordenadorias, ONGs e demais grupos e pessoas que atuam em prol da dignidade da pessoa humana.

Segundo escreveu Débora, de fato, é horrível ser difamado por Bolsonaro. Temos que admitir. Porém, mais terrível ainda é o Brasil dispor de um representante do povo dessa estirpe. Cristiano e Tatiana não cogitam largar a militância ou se abster de suas opiniões políticas. Para o deputado Bolsonaro, isso soa absurdo: “O que assistimos hoje são muitos professores que dedicam muito espaço de tempo buscando impor suas preferências políticas, homossexuais e outras em detrimento das matérias que deveriam ensinar a seus alunos”, declarou.

Assista ao vídeo e comente no YouTube. Mais: divulgue! Não é crível trabalhadores honestos serem vitimados por Bolsonaro.
"É preciso que cada um se levante contra a opressão e a repressão que estamos sofrendo (...). O silêncio é sinônimo de morte..."
Cristiano Lucas Ferreira


4 comentários:

  1. Oi, Junior. Obrigada por citar a reportagem. Só gostaria de fazer uma correção. A matéria foi publicada originalmente na VICE Brasil. Esse é o link correto: http://www.vice.com/pt_br/read/e-horrivel-ser-difamado-pelo-bolsonaro

    O Câmara em Pauta apenas reproduziu a matéria.

    Obrigada!

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Débora. Já foi retificado. ;)

      Excluir
    2. Muito obrigada!

      Excluir
  2. E INCRIVEL QUE PESSOAS DESSA PAGINA NA INTERNET TENHA CORAGEM DE FAZER UMA REPORTAGEM TÃO MENTIROSA E SENSACIONALISTA COMO ESSA, ELOGIANDO ESSE PROFESSORZINHO HOMOSSEXUAL DEPRAVADO QUE FOI DESMASCARADO PELO DEPUTADO JAIR BOLSONARO COMO UM VERDADEIRO PEDOFILO, VOCES DESSA PAGINA DEVEM SER TÃO DEPRAVADOS E SEM VERGONHA COMO ESSE PROFESSOR. DIREITOS HUMANOS E PARA HUMANOS DIREITOS E NÃO PARA GENTE PODRE COMO VOCES

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.