Minutos antes das 7 horas da manhã verifico um e-mail na caixa postal sobre a publicação do vídeo "Hello", de Adele. Abro e confiro o videoclipe anunciado durante a semana pela gravadora da cantora. 

Chama atenção o registro de aproximadamente 32 mil curtidas em poucos minutos de publicação do vídeo.

Na contramão do que ocorre com a maioria das pessoas comuns, que comemoram as curtidas desaceleradas de seus vídeos publicados na internet, aquele número é bem representativo levando em conta os fusos horários variados mundo afora. Ao finalizar a postagem decido esperar uns 30 minutos para publicá-la e saber o que acontece entre o antes e depois. O resultado você confere nas imagens abaixo.



Deve ter ocorrido uma 'zica' nas visualizações - o YouTube deve ter pirado com a quantidade de acessos.

Quanto ao conteúdo, nada demais. A não ser a bela interpretação e voz, a música e o clipe (em P&B) são uma baladinha romântica. Ela e um ator protagonizam uma briga de casais que termina com o reencontro.  

"Hello" é o primeiro single do novo disco de Adele, "25", título anunciado por ela, no Twitter. Como viram, o lançamento acabou de acontecer.

O videoclipe foi gravado no interior de Montreal, dirigido pelo canadense Xavier Dolan, diretor do filme "Mommy", segundo um comunicado da XL Recordings desta quinta-feira.

O lançamento do disco, com 11 faixas,  está previsto para o dia 20 de novembro.

O último disco de Adele, "21", de 2011, vendeu mais de 11 milhões de cópias só nos Estados Unidos e foi o disco mais vendido da década no Reino Unido, segundo estatísticas da indústria.

Com o disco, Adele ganhou seis prêmios Grammy e o Oscar pela música tema no filme de James Bond, "Operação Skyfall".

Assista ao videoclipe.

IdentidadeG' fanpage - Facebook



Via Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.