Caitlyn Jenner, estrela do reality show “I am Cait” é rotulada de 'insulto aos transexuais' por manifestantes num evento de caridade LGBT na última quinta-feira (12/11).


Os manifestantes se mostram irritados porque a ex-atleta olímpica, 66 anos, que eles apelidam de "mulher rica, branca e sem-noção", vem sendo apontada como representante exemplo da comunidade.

Momentos antes, a estrela do reality havia feito um discurso para uma platéia de mil pessoas no almoço "Speaker Series", no Chicago House, que oferece serviços sociais para as pessoas afetadas pelo HIV/AIDS e outras questões LGBT.

Do lado de fora, com alto-falantes, os manifestantes gritavam: "Você é um insulto aos transexuais", "Você é um insulto às mulheres", "Você não tem direito de nos representar".


Os manifestantes irritados fazem parte do grupo "#I Ain't Cait" (Cait não me representa, em tradução livre), do Facebook. Enquanto protestavam, eles postavam imagens do confronto on-line.

Em um vídeo postado na página, Caitlyn é filmada sendo furiosamente repreendida pelos manifestantes: 'Você não tem nenhum direito de nos representar'. Cait tenta argumentar antes de ser levada embora pelos seus seguranças.


O grupo atacou Caitlyn por seus últimos comentários em seu reality sobre pessoas que utilizam serviços sociais. O grupo entende que a riqueza de Caitlyn a torna incapaz de representar os membros comuns da comunidade trans. "Caitlyn Jenner vive numa mansão e tem um patrimônio líquido de milhões de dólares, enquanto uma pessoa transexual comum tem chance de 41% de se tornar sem-teto e aproximadamente 50% de viver com menos de US$ 10 mil por ano", escreveu no Facebook.

Mais tarde, a manifestante vista confrontando Caitlyn no vídeo postou mensagem pública no Facebook dizendo:
"Eu a apoio como transexual, mas não a apoiarei como um ato de bravura só porque fez de sua transição um show para o público enquanto milhões de transexuais estão desabrigados e sem identificação, mortos ou morrendo porque eles têm de fazer o diabo só para encontrar um lugar para dormir à noite. São essas pessoas que prezo, apoio e lutarei para a humanidade e dignidade para todas. Todas as pessoas podem ser produtivas se lhes for dada a chance e deixá-las livres para descobrir."

Durante o discurso para uma platéia de mil pessoas no Chicago House
Desde que Caitlyn anunciou que estava em transição do masculino para o feminino em abril, durante uma entrevista com Diane Sawyer, o ex-Bruce Jenner foi apontado como garota-propaganda das mulheres trans.

Ela recebeu o Arthur Ashe Courage Award durante o ESPY Award 2015, em julho de 2015, e foi nomeada Glamour's Women Of The Year em outubro, com a revista chamando-a de trans campeã.

Em novembro, Cait foi listada vice-campeã de uma lista com nove nomes, pela Advocate's Person of the Year


Cait no aeroporto a caminho do evento
Homenagem: Caitlyn posa no backstage com seu prêmio no "Glamour's Women Of The Year 2015"
Via Mail Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.