O ator norte-americano Charlie Sheen, 50, revelou ser soropositivo ao HIV e disse que sofria extorsões de pessoas consideradas próximas a ele. O episódio ocorreu nesta terça-feira (17/11) no programa de variedades "Today", da emissora americana NBC


Após semanas de especulação nos tabloides, corajosamente, Sheen anunciou (via Entertainment Weekly):

"Estou aqui para admitir que, de fato, sou HIV positivo. Preciso parar esse ataque, essa avalanche de 'sub-verdades'. Várias histórias nocivas estão ameaçando a saúde de tantas outras pessoas. Elas [essas histórias] estão longe da realidade". Disse Sheen que  fora diagnosticado quatro anos atrás.

"Começou com o que eu achei ser uma série de dores de cabeça fortes. Achei que tinha tumor cerebral. Achei que era meu fim...", disse. "São três letras difíceis de se absorver. É uma virada na vida de alguém."

A atriz Denise Richards, ex-esposa de Sheen, e os dois filhos que ambos têm não foram infectados, segundo o Access Hollywood. A infecção de Sheen aconteceu após o divórcio em 2006.

O ator disse ainda ser "impossível" ter contaminado alguém desde então. "Eu sempre usei preservativo e fui honesto quando soube da minha condição", declarou. Uma de suas ex-namoradas, Bree Olson, deu outra entrevista que contradiz o ator. Ela afirmou que ele não a avisou sobre a doença e que eles usaram um tipo de preservativo que não previne HIV.

Chantagens

Sheen disse ainda que sofreu "extorsões", já que lhe pediram dinheiro para manter o segredo de que ele era portador do vírus da Aids. De acordo com o ator, houve gente que cobrou "milhões" para não falar publicamente sobre o vírus.
"As pessoas se esquecem de que estão tirando dinheiro dos meus filhos", disse. "Eu confiava nelas e elas faziam parte do meu círculo de pessoas íntimas, e achei que podiam ajudar."

Esta seria uma das razões que teriam feito Sheen ir ao "Today" nesta terça: "Este é o meu objetivo. [Mas] Não o meu único objetivo. Acho que me libertei de uma prisão hoje".

Por fim, Charlie Sheen afirmou que, com a revelação pública do diagnóstico, pretende acabar com o estigma do HIV. "Agora eu tenho a responsabilidade de melhorar a mim mesmo e de ajudar um monte de outras pessoas, e espero que, com o que estou fazendo hoje, outras pessoas apareçam para dizer 'Obrigado, Charile'."

Via G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.