Um jovem vestido de hippie na festa festa universitária em São Bernardo do Campo (SP) foi supostamente confundido com mulher e teria beijado 175 homens héteros. Dezenas de fotos do 'beijaço' foram publicadas na internet e Whatsapp.

A situação toda é controversa. Não dá para comparar um cenário onde as pessoas estão sóbrias, vivendo o seu cotidiano, com outro onde essas mesmas pessoas estão numa festa, se divertindo e bebendo.

Considerando que o jovem não tomou a iniciativa, é realmente o caso de enganar alguém quando se é furtivamente agarrado e beijado numa festa ou boate? Muitos beijadores se irritaram porque se sentiram enganados. Há relatos de ameaças ao jovem gay e de héteros que foram à polícia denunciá-lo. 

Enfim, o rapaz gravou um áudio para se defender. Ele diz na gravação que não enganou ninguém, pois a maioria sabia sobre o seu gênero sexual e o cabelo longo compunha a fantasia de hippie.
 

Segundo uma das amigas próximas a ele, o rapaz chegou a ser ameaçado no próprio emprego. "Foram atrás dele mesmo, até no trabalho. Acho que ninguém pensou que chegaria a esse ponto", disse a jovem, que não quis se identificar. Segunda ela, com medo de ser agredido, o jovem saiu da cidade.

A amiga conta ainda que ele saiu de todas as redes sociais. Segundo a revista Glamour, uma outra fonte próxima disse que a polícia o aconselhou a permanecer incomunicável por 70 dias.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.