Jovem ganhador da loteria escreve mensagem no Reddit perguntando se deve doar parte de seu dinheiro aos pais homofóbicos.


Um homem gay de 29 anos, com perfil no Reddit denominado "IDontWanToGiveItUp" ('Eu não quero desistir', em tradução livre), a quem passaremos a chamar de IDont, escreveu para colher opiniões dos usuários sobre o que fazer com seus pais homofóbicos após ele ganhar um prêmio de mais de US $15 milhões. Detalhe: seus pais o ignoraram durante cinco anos, desde os 15 de idade, quando ele resolveu contar que é gay. 

Ele começa a mensagem dizendo ter noção de que seu 'problema' é privilégio para poucos e que não está exatamente se derramando em lágrimas por causa dele. "Só que isso está emocionalmente pesando sobre mim", justifica.

O sortudo acha que seus pais não merecem um centavo e pretende doar uma parte de seu prêmio a uma instituição de caridade LGBT

IDont diz que o previsto inicialmente era pagar hipoteca da casa dos pais, no entanto, eles descartaram a oferta e imediatamente passaram a exigir o dinheiro ou parte dele.

"Eu sou um cara de 29 anos e ganhei na loteria. É suficiente para que eu não precise trabalhar nunca mais se não ambicionar demais (mais de 15m )", escreveu ele.

"Meu problema? A minha família! Principalmente meus pais que acham ter direito a 1/4 do valor. Eu me ofereci para pagar suas hipotecas e ofereci-lhes uma pequena soma, mas isso não foi suficiente quando souberam o valor total que eu ganhei."

IDont passou então a explicar o relacionamento difícil com seus pais a quem define como "mãe opressora e pai distante". Segundo conta, as irmãs são legais, mas eles nunca tiveram um relacionamento mais íntimo. "É uma distante família branca de classe média", define o sortudo.

"Quando saí do armário eu tinha apenas quinze anos, e meus pais se recusaram a falar comigo por mais de cinco anos (entre 15-20). A conversa ficou feia quando minha mãe disse: 'Nós apoiamos você'. Naquela época, eu quase não consegui fazer o meu ensino médio por causa deles", conta.

No final, ele desabafa:

"Como explicar-lhes que os meus planos podem não envolvê-los? Será que devo procurar um advogado só por precaução? Eu não consigo imaginá-los me processando, mas o dinheiro provoca as pessoas a cometerem idiotices. Eu não quero estragar as relações, mas sinto que o estrago já está feito. Eu acredito que muitas pessoas aqui dirão: "Eles que se fodam".

A maioria dos envolvidos com o relato de IDont concorda com ele, com uma grande parte sugerindo que ele doe parte de seu prêmio a uma instituição de caridade LGBT... Em nome de seus pais.

Pessoalmente eu diria: perdoar é divino, mas fodam-se eles __ pelo menos por um bom período. 

E você, o que faria no lugar de IDont??

Vote no Identidade G (clique na imagem):


Imgem: Inspiring Future 

3 comentários:

  1. Ignorar seria a melhor opçao.......pagar na mesma moeda.....

    ResponderExcluir
  2. Eu daria o que ele prometeu no início e nada mais. Esses pais mostram o quanto ainda são egoístas e que o tempo não lhes ensinou muita coisa. Mas pra ser igual a eles, daria alguma, só pra sanar aa dívidas atuais.

    ResponderExcluir
  3. Ele ofereceu uma parte, que não foi aceita pelos pais. Eu tomaria precauções, contra processos pedindo indenização ou algo do tipo e não daria um centavo a eles. Não acho egoísmo. Já que "tocaram o foda-se" pra ele, acho justo que ele faça o mesmo.

    ResponderExcluir

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.