Uma australiana está chamando atenção na rede social para uma situação vivida por ela, sua companheira e a filha pequena, durante um vôo. Chamada por ela de "flagrante discriminação e homofobia".
Kristina, sua esposa Merrin Hicks e Lily [au.news.yahoo.com]
Kristina Antoniades e Merrin Hicks viajavam com a filha, Lily, num vôo de Brisbane para Melbourne (Austrália) na última segunda-feira. Apesar de comprar três assentos juntos, Antoniades diz que a companhia aérea Qantas tentou separá-la de sua família para que um casal hétero pudesse sentar-se junto.

"Eles não queriam aceitar que nós éramos uma família e queríamos ficar juntas. Eu chorava", postou Kristina no Facebook, em 09 de novembro.

A companhia aérea emitiu vales para as passageiras e se desculpou pelo incidente. No entanto, a família acusa a Qantas de homofobia e discriminação. Um porta-voz da empresa informou para o “Daily Mirror” que “entende o quanto pode ser frustrante ser convidado a mudar de lugar quando você já escolheu onde sentar. Neste caso, Kristina, sua parceira e sua filha viajaram nos assentos originalmente atribuídos a elas, enquanto o outro casal viajou separadamente”.

Vote no Identidade G (clique na imagem)


Via Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.