Gostemos ou não das palavras que nos são direcionadas, o que importa é como reagimos à intenção de quem as pronuncia.

Esse vídeo sugerido abaixo é para ser assistido e absorvido - mais do que escrever sobre ele.

Os depoimentos dos meninos são reais e desconstroem velhos paradigmas. É protagonizado por adultos que se projetam para uma infância assustada por muitos fantasmas que ficaram no passado.


Fantasma com apelidos diversos: bicha, viado, boiola e outros. As crianças não são preparadas para enfrentá-lo, adolescentes um pouco menos despreparados e adultos percebem que o nome do fantasma é preconceito.

O vídeo não traz novidade, mas os depoimentos têm uma pegada de documentário. Faz a gente pensar que pouca coisa mudou; que ainda é necessário explorar esse tema. Jovens com passados recentes possuem histórias de infância tão similares às de pessoas com o triplo da idade deles.


Pergunte para uma pessoa com 90 anos de idade se ela já não pronunciou ou ouviu de alguém a palavra "bicha" e a resposta será um sonoro "claro que sim".

Assim como os vídeos do projeto "It Gets Better", este mostra que tudo passa. As respostas estão lá na frente para ser contada por quem quem tem coragem de viver e enfrentar.




Assista agora.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.