Trayvon Dickerson - Arquivo pessoal
Um jovem gay de 19 anos do Texas (EUA) mostrou seu estilo no Twitter recentemente com a hashtag #BlackGaySlay (algo como #NegroGayArrasa) e seu tweet chamou atenção.

Enquanto a maioria apoiou Trayvon Dickerson, que trabalha como garçom e faz frila de maquiador artístico ("beauty boy"), ele descobriu, através de um amigo, que alguém havia feito um meme depreciativo com uma de suas fotos.

Tradução livre: "O que você faz quando seu filho chega da faculdade desse jeito e pede a você chorando que o aceite do jeito que é?"
"Eu vejo pessoas postarem esses mesmos tweets com jovens LGBT, disse Dickerson ao BuzzFeed. Mas é a primeira vez que acontece comigo", revelou ele antes de finalizar afirmando que não parou de pensar um minuto em como colocar o internauta tirano "em seu devido lugar".

E arrasou com a seguinte postagem resposta:

"# Eu não choraria nem se ninguém no mundo me aceitasse do jeito que eu sou
#2 Você é ridículo pra caralho
#3 Da próxima vez que quiser me atingir, me tagueie "@" "
Dickerson suspeita que aqueles que odeiam os gays estão lidando com seus próprios problemas de masculinidade frágil. "É 2017! Acabe com isso", aconselhou.
"Eu sou eu e a única pessoa que tem que lidar comigo sou eu mesmo. Todos na minha família me apoiam de todo o coração", acrescentou.
A postagem resposta de Dickersonde ganhou ainda mais atenção do que o tweet original.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.