A abertura da SPFW começou causando emoções com o desfile da ex-modelo Suzana Kertzer, de 67 anos, para a marca UMA - Pinacoteca de São Paulo. 

A Ellus também comemorou seus 45 anos com um desfile contestador para os padrões de gênero e idade dos modelos. 


Os estilistas da marca, Adriana Bonzone e Rodrigo Souza, confirmaram a prática da repetição de estilos, que na moda se reflete pelo vai e vem de tendências, trazendo modelos que são, digamos, a cara da Ellus nessas quatro décadas e meia de sua existência.


Com muito preto, branco, cinza e alguns tons de terra, os modelos prestaram seus serviços e encantos na passarela, contando a história da marca de roupas quarentona e roqueira (uma de suas características). Jorge Gelati (gato aos 52), Caroline Ribeiro (37), Luciana Curtis (40), Marcos Luko (47) e Mariana Weickert (35), entre outros veteranos, reviveram épocas derradeiras.


Sobre esse movimento da moda, de trabalhar com modelos maduros, Gelati, que há anos mora na Suécia com mulher e dois filhos, respondeu à ELLE: “Apesar dos 52 aninhos, continuo no circuito, graças a Deus. A moda hoje está mais voltada à realidade”,  acredita ele.
"As marcas de luxo nem sempre têm clientes na faixa etária dos 15 ou 16 anos, como os modelos que estão na passarela na maioria das vezes", aponta o modelo.
Se só por isso o desfile já foi interessante, imagine a surpresa da plateia ao se deparar com cenas que a levaram a questionamentos sociais, como diferenças de gêneros, idade e até corpos - já que mudam com a idade. É aquele velho jargão (sempre atual): "por que não?".




Na passarela, surgiram pares de modelos - homem e mulher - usando exatamente os mesmos trajes (mais masculinos). Entre as duplas, a mais ousada apareceu usando jeans sem camisa. Ela, com pinta de "fodona", fumou um cigarro sem frescura. No mais, só as botas e alguns acessórios de roqueiro. 

De volta ao velho jargão, por que não apresentar pares com trajes femininos? Poderia terminar essa postagem falando da dupla que desfilou com ele de saia (super tendência), salto alto (super world trends) e, com pinta de "fodão", fumando um cigarro (retorno das cinzas, será?). Ela, igual, de saia e sem camisa fumando seu cigarrinho de peito aberto. 

A moda talvez não esteja tão "voltada à realidade" assim.

Confira mais fotos (fotógrafo: Zé Takahashi / Fotosite) e o vídeo do desfile Ellus.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.