1 - Como é viver sabendo que vai para o inferno quando morrer?

Como é viver "sabendo" que vai para o inferno porque faz sexo antes do casamento ou sem procriar; porque ejacula fora do ventre da mulher; porque se divorcia; porque faz tatuagens; ou porque come carne de porco e frutos do mar?

2 - Por que os gays precisam se agarrar em público e na frente de crianças e pessoas com mais idade? Não é desrespeito?

Por que os heterossexuais se agarram em público? Paixão! Assim como há heterossexual sem noção de comportamento social, há homossexuais também. O problema é que quando um casal gay troca um simples beijo na boca na rua parece que acabou de fazer sexo oral em público. Mas o mesmo beijo vindo de casal hétero, ninguém percebe. 


3 - Por que gays gostam de aparecer mais que héteros?
Por acaso Luciano Huck gosta de aparecer menos que Ellen Degeneres? Se gostasse, não estaria todo sábado na tela da TV.

4 -  Por que  a pessoa opta por ser homossexual e quando é que acontece isso?
Acredita-se que é pelo mesmo motivo e na mesma ocasião em que o indivíduo "opta" por ser heterossexual.



5 - Como o gay sabe que não gosta do sexo oposto quando nunca experimentou?
Como o heterossexual sabe que não gosta de sexo homossexual sem experimentar? Só para esclarecer, muitos gays "experimentam" o sexo heterossexual para tentar ser hétero por causa da dificuldade de ser gay.


6 - Por que pedofilia é doença e homossexualidade não?

Essa é uma das perguntas mais cretinas porque estudos e pesquisas apontam que a grande maioria dos pedófilos é de pais e padrastos seguidos por tios, primos, etc. 

Outro ponto é que grande parte dos abusadores sente atração sexual por adultos também, ou seja, eles abusam de uma criança porque despreza os sentimentos dela e a encara como mera oportunidade sexual. Este ser é um criminoso e não um doente. Qualquer pessoa que praticar sexo com menor de 14 anos de idade no Brasil comete crime.

O pedófilo doente é um criminoso que sente atração sexual somente por crianças. Ou seja, seu crime é consequência de sua doença. Sobre isso, explicou Eli Vieira, biólogo, geneticista mirim e humanista.


- A luta da comunidade LGBT para criar leis que garantam direitos exclusivos é para ter privilégios sobre os heterossexuais?

O que um casal hétero faria se tivesse seu pedido de registro de casamento negado por um cartório que não aceita casamento de pessoas feias? Provavelmente se sentiria ultrajado por ter sido declarado feio e depois moveria uma ação para obrigar o cartório a registrar o casamento. De quebra, pediria aplicação de danos morais e à imagem pelo constrangimento. Pessoas LGBT passam por isso, mesmo pagando os mesmos impostos que os heterossexuais. A luta é para ter os mesmos direitos que a "comunidade" heterossexual tem. 

8- Por que os ativistas LGBT afirmam que no Brasil é onde se mata mais pessoas LGBT no mundo, se o país é um dos que possuem a maior taxa de homicídios do mundo? No Brasil morrem pessoas assassinadas e não somente gays assassinados!

As estatísticas, inclusive confirmadas pelo New York Times, apontam o Brasil como o país mais perigoso do mundo para pessoas LGBT. Por aqui, se mata praticamente 1 pessoa LGBT por dia.

Das 295 mortes de transexuais registradas até setembro de 2016 em 33 países, 123 ocorreram no Brasil (42%), de acordo com dados divulgados em novembro pela ONG Transgender Europe.

Será que é preciso surgir um serial killer para matar uma série de casais heterossexuais que se beijem em público para que os homofóbicos entendam o que é ter medo de morrer pelo que se é?

Com relação à taxa de homicídios, o Brasil ocupa o 11º lugar. É uma taxa vergonhosa, mas não é primeiro lugar.


9 - Tem necessidade de os gays saírem do armário para todo mundo? Não é melhor levar uma vida discreta?

Quem gosta de passar a vida inteira se escondendo, pensando dez vezes antes de falar ou fazer algo por receio de ser "descoberto"?

É só se colocar no lugar do gay no armário. Por exemplo, analise minuciosamente a foto com sua namorada antes de postá-la nas redes sociais para ver se não dá bandeira que vocês formam um casal. 

Enquanto isso, observe seus colegas de trabalho postarem inúmeras fotos com os namorados trocando selinhos. 

Você já ficou com sensação de que falou mais do que devia numa reunião de trabalho ou numa postagem do Facebook? No segundo caso, ainda vai lá e apaga tudo com medo de encarar os colegas héteros no dia seguinte. 


E aquela roupa rosa, será que fica mais rosa no gay do que no hétero? 

Melhor é viver, namorar e casar em paz. E se terceiros quiserem saber que saibam.

10 - As crianças podem se tornar gays por influência ou más companhias?

Alguém conhece um gay que se tornou hétero por influência? Por favor, divulgue o nome dessa "má companhia".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.