Xavier Jugelé, morto no atentado em Paris na quinta-feira (20), era membro de uma associação europeia de policiais LGBT.

O policial foi baleado na cabeça por um terrorista já identificado como Karim Cheurfi, conforme informou o site Diário de Notícias (Portugal). 

O sujeito "saiu de um Audi 80 com uma arma de guerra na mão e abriu fogo contra os agentes. Jugelé, de 37 anos, acabou morrendo na sequência dos disparos".

O agente da polícia francesa era membro ativo da comunidade do Facebook Flag, página que representa uma associação de policiais LGBT, a 'European Gay Police Association', segundo informou The Telegraph

Ele serviu em Paris durante toda sua carreira e pertencia à 32ª Intervention Company, responsável pela ordem em toda a capital francesa.

Xavier foi um dos primeiros agentes que chegaram à casa de espetáculos Bataclan (Paris), após o atentado terrorista que matou pelo menos 130 pessoas em novembro de 2015. Um ano depois esteve na reinauguração da casa de shows no concerto de Sting.

Na ocasião, ele declarou à revista People. "Estou feliz por estar nesta reabertura tão simbólica. Estamos aqui como testemunhas e em defesa dos valores cívicos, em defesa da humanidade. Este concerto é para celebrar a vida e dizer não aos terroristas".

Seu marido, cujo nome não foi revelado, é também membro da associação embora não seja policial.

Mickaël Bucheron, um dos colegas de Xavier que chefia a associação, disse ao The Telegraph: "Quando soube que era um de nós [que tinha sido morto], foi chocante. Toda vez que um policial morre no cumprimento do dever, todos nós ficamos muito emocionados e afetados pela tragédia. Mas a emoção é ainda mais forte quando você conhece e ele era um membro da associação."

O Sr. Bucheron disse que muitas condolências e mensagens de apoio vieram da associação e de muitos sindicatos de policiais.

A Flag cancelou seu encontro anual de dança, o "Tea Dance". "Não nos parece humanamente possível ir dançar no domingo, quando um de nossos colegas morreu ontem à noite", disse Bucheron.

Os membros da associação estudam ainda a melhor forma de prestar condecoração a Xavier Jugelé. Uma homenagem nacional está prevista para a próxima semana .

No vídeo abaixo, a Polícia de Paris faz tributo a Xavier Jugelé.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.