O ovo foi abandonado pelos verdadeiros pais e colocado no ninho dos abutres gays que surpreendentemente o chocaram.

Tudo aconteceu no zoológico de Amsterdã (Holanda) onde há um casal gay de abutres-fouveiros unidos há alguns anos, segundo narrou para a BBC o tratador Job van Tol.
"Eles estão ligados há anos e construíram um ninho juntos, criaram um vínculo muito forte e acasalaram", disse o tratador.
O ovo havia sido rejeitado por outros casais até que os funcionários do zoo tiveram a ideia de colocá-lo no ninho do casal de machos.

"Foi um pouco arriscado porque não tínhamos certeza da aceitação, mas era a nossa única chance antes de recorrermos à incubadora", disse Van Tol.

O zoológico informou que os novos pais são muito protetores com o filhote, que está agora com pouco mais de  20 dias de vida.

Um caso parecido aconteceu no norte da Alemanha, em abril de 2016. Um casal de abutres gays chocou um ovo abandonado no zoológico de Nordhorn, mas não teve um final tão feliz como o do pequeno holandês: o ovo não chocou.
"Assim como algumas espécies de pinguins, os abutres fazem de tudo um pouco, alternando todas as tarefas. As fêmeas colocam os ovos, mas o casal choca e busca por comida juntos", explicou Van Tol.
Veja o casal e seu filhote adotado no vídeo abaixo.
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para se cadastrar, preencha o formulário na coluna do lado direito do blog.
Seu comentário é bem vindo, desde que:
1. possua nome e link válidos;
2. não contenha cunho racista, discriminatório ou ofensivo a pessoa, grupo de pessoas ou instituições;
3. não contenha cunho de natureza comercial ou propaganda.
Grato pela compreensão.